Artigo: Projetos Luminotécnicos


Publicado em 16/11/2016Segmento: Artigos TécnicosFonte: http://www.jornaldainstalacao.com.br/img/artigos/Reymaster.pdf


Artigo: Projetos Luminotécnicos

A importância dos projetos luminotécnicos para novas áreas e de retrofit.  

 

Até alguns anos atrás, era comum tanto em indústrias, quanto em comércios e escritórios, a utilização de lâmpadas incandescentes, fluorescentes e as lâmpadas de descarga de alta intensidade, como as de sódio, mercúrio e metálica. Hoje, com o avanço cada vez mais acelerado de novas tecnologias e a necessidade cada vez maior de redução de custos, torna-se fundamental a utilização de lâmpadas eficientes e dentro desse cenário, a opção mais viável e que tem tido maior aceitação nas empresas é o LED. Mas a pergunta que muitos empresários têm: A migração para a tecnologia LED manterá o nível de iluminância no local?

Partindo desse questionamento, é fundamental realizar um projeto luminotécnico da área a ser estudada, seja ela nova ou de retrofit. A realização desse estudo detalhado torna a elaboração do projeto mais viável, pois o solicitante pode avaliar o investimento que deverá ser feito, o payback e analisar se o nível de iluminância se adequará às suas necessidades.

Para a elaboração dos projetos luminotécnicos, vários fatores são analisados a fim de torná-lo o mais fiel possível à realidade encontrada no local. Alguns desses são: dimensões do ambiente; altura de instalação das lâmpadas e luminárias; cores das paredes, teto e piso; posicionamento de objetos de grandes dimensões como pallets e maquinários. Além desses, que são utilizados para determinar a quantidade e posicionamento das luminárias, outros são usados para análise da viabilidade econômica do projeto, o payback, do projeto. Esses são: Utilização diária e mensal do sistema de iluminação e custo do kWh que está sendo pago pela empresa.

Figura 1 - Exemplo de distribuição de luminárias em um projeto luminotécnico de um supermercado.

 

Como mencionado anteriormente, o LED tem se tornado a principal tecnologia utilizada nas empresas de todos os segmentos, isso se deve ao fato de ser mais eficiente que as outras tecnologias já consolidadas no mercado, como, por exemplo, as lâmpadas fluorescentes tubulares, que são muito utilizadas nas indústrias e escritórios. Caso sejam trocadas por lâmpadas LED, a economia ultrapassa os 50% no consumo destas.  

Figura 2 - Exemplo de cálculo de iluminância para o mesmo supermercado.

 

Um exemplo de retrofit realizado de maneira satisfatória foi uma rede de lojas de vestuário e calçados com unidades em Paranaguá, Matinhos e Morretes. O proprietário optou por retrofitar todas as suas lâmpadas tubulares fluorescentes por LED. Somente com essa troca, o proprietário irá economizar quase um milhão e meio de reais ao longo de dez anos, que seria o período aproximado de durabilidade dessas lâmpadas para esse caso em análise. Esse caso exemplifica bem a importância da realização dos projetos luminotécnicos, pois o proprietário não tinha conhecimento da economia que seria gerada no período e nem do payback, que para esse caso ficou em apenas 6 meses. Além disso, restava a dúvida de que a troca por LED reduziria o nível de iluminância no local. Com o auxilio do projeto foi provado justamente o contrário: a iluminância manteve o mesmo nível, porém com uma redução de potência instalada.

Todos esses argumentos são de grande importância, pois auxiliam o adquirente a entender da melhor maneira possível o que está sendo proposto.

 

 

Gustavo Batista de Souza, Engenheiro Eletricista – Promotor Técnico de Iluminação na Reymaster Materiais Elétricos.

 

 


enviar por e-mail